LINHA DO TEMPO

Confira a trajetória do PISAC, a partir de momentos marcantes

2009

Idealização do PISAC

O projeto teve início em 2009, por meio de uma parceria entre a Universidade de Brasília (Lacis FAU/CDS/FGA), a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) e a instituição inglesa Building Research Establishment (BRE).

2011

Oficialização do PISAC como plataforma tecnológica na UnB

Depois de dois anos de concepção, foi assinada uma carta de intenções para a implantação do PISAC, durante o 83º Encontro Nacional da Indústria da Construção (ENIC). O documento foi assinado pelo Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI); CBIC; BRE; UnB, por meio do Lacis FAU/CDS/FGA, e o Governo do Distrito Federal. No ano seguinte, na Rio+20, foi realizado um acordo entre o MCTl e o ministro de Tecnologia do Reino Unido para construção de uma plataforma voltada à inovação, fortalecendo a cooperação entre os dois países em projetos e ações inovadoras – incluindo o PISAC. Em 2013, o MCTI aprovou um fundo para o PISAC. O projeto foi objeto de convênio entre a FINEP e a UnB, assinado em 2014.

2015

Construção da Praça de Protótipos

Em 2015 foi feita a articulação das redes responsáveis pelos primeiros protótipos, que trabalharam como processos protótipos para instalação na Praça de Protótipos

2016

Desenvolvimento de Protótipos

Deu-se início à concepção e ao desenvolvimento de  três protótipos que testam o processo de desenvolvimento de protótipos junto no âmbito do PISAC a partir de redes colaborativas.

Entre esses três protótipos citam-se: 

  1. Protótipo Uso Misto – Liderado pelo Sinduscon-DF;
  2. Protótipo Unidade de Saúde com Eficiência Hídrica – Liderado pelo LACIS/UnB;
  3. Protótipo Residência de Baixo Impacto – Liderado pelo LATECA/UFMT.

2019

Licitação para a Praça de Protótipos

O processo de licitação para a Praça de Protótipos foi concluído em janeiro de 2019. Ainda em meados de 2019 foi finalizado o processo de autorização para supressão vegetal junto ao Instituto Brasília Ambiental (IBRAM), iniciado no ano anterior. Em novembro de 2019 foi concluído o levantamento planaltimétrico para a Praça de Protótipos e áreas edificáveis.